18 de julho de 2011

Como a água reflete nossos sentimentos


Como a água reflete nossos sentimentosA água tem uma mensagem muito importante para nós. A água está nos dizendo para olharmos muito mais profundamente os nossos egos. Quando nós olhamos nossos egos através do espelho da água, a mensagem torna-se surpreendente, límpida, inteligível. Nós sabemos que a vida humana está conectada diretamente à qualidade de nossa água, dentro e em torno de nós.

As fotografias e as informações neste artigo refletem o trabalho de Masaru Emoto, um criativo e o visionário pesquisador japonês. O Sr. Emoto publicou um livro importante, "A Mensagem da Água", com as descobertas da pesquisa mundial que foi realizada por ele. Se você tem qualquer dúvida de que seus pensamentos afetam tudo em, e ao redor de você, as informações e fotografias que são apresentadas aqui, tiradas do livro com os resultados da pesquisa publicada por Emoto, mudarão sua mente e alterarão suas convicções profundamente.

Com o trabalho do Sr. Emoto ficamos munidos de evidência efetiva de que a energias vibracionais humanas, pensamentos, palavras, idéias e músicas, afetam a estrutura molecular da água. A mesma água que compreende 60% de um corpo humano maduro e cobre a mesma proporção do nosso planeta. A água é a fonte de toda a vida neste planeta, e qualidade e integridade são vitalmente importantes a todas as formas de vida. O corpo é como uma esponja e está composto de trilhões de câmaras chamadas células que comportam líquido. A qualidade de nossa vida está diretamente ligada à qualidade de nossa água.

A água é uma substância muito maleável. Sua forma física adapta-se facilmente ao que o ambiente contém. Mas a aparência física não é a única coisa que muda, sua estrutura molecular também muda. A energia ou as vibrações do ambiente mudarão a forma molecular da água. Neste sentido a água tem, não somente a habilidade de refletir visualmente o ambiente, mas também reflete molecularmente este ambiente.

O Sr. Emoto documentou visualmente estas mudanças moleculares na água por meio de suas técnicas fotográficas. Ele congelou gotas de água e examinou-as então sob um microscópio de campo escuro dotado de recursos fotográficos. Seu trabalho demonstra claramente a diversidade da estrutura molecular da água e do efeito do ambiente sobre a sua respectiva estrutura molecular.

A neve tem caído sobre a Terra por mais de alguns milhões de anos. Cada floco de neve, como já dissemos, tem uma forma e uma estrutura muito originais. Congelando a água e examinando a fotografia da estrutura, como o Sr. Emoto fez, você obterá incríveis informações a respeito da água.

Sr. Emoto descobriu muitas diferenças fascinantes nas estruturas cristalinas da água de muitas fontes diferentes e condições diferentes ao redor do planeta. A nascente de água pura que jorra da montanha, mostra maravilhosos desenhos geométricos em seus padrões cristalinos. Águas poluídas e tóxicas das áreas industriais e povoadas, águas estagnadas das tubulações e represadas em armazenamentos mostram estruturas cristalinas definitivamente distorcidas e formadas aleatoriamente.

Nascente Sanbu-ichi YusuiShimanto - Rio do Japão
Considerado o último rio limpo do Japão

Gelo Antártico
Fonte em Lourdes, FrançaLago de Biwako, o maior lago do centro do Japão e charco da Região de Kinki. A poluição está se tornando pior.Rio Yodo, Japan, vazamento na Baía de Osaka. O rio passa pelas maiores cidades em Kasai.


Represa Fujiwara,
Antes do oferecimento de uma oração
Represa Fujiwara,
Depois de uma oração oferecida

Com a popularidade recente da terapia da música, o Sr. Emoto decidiu observar que efeito a música tem na estrutura da água. Colocou uma água destilada entre dois altofalantes por diversas horas e fotografou então os cristais que se formaram depois que a água foi congelada.

Pastorais de Bethoven e "Ária para a corda SOL" de BachSutra TibetanoDança folclórica Kawachi
Rock Heavy Metal 

Após ter visto como a água reagia às circunstâncias ambientais, poluição e música, o sr. Emoto e seus colegas decidiram observar como os pensamentos e as palavras afetavam a formação de águas destiladas não tratadas e águas puras, usando palavras datilografadas em papel por um processador de texto e coladas nos frascos de vidro durante a noite. O mesmo procedimento foi executado usando os nomes de pessoas falecidas. As águas foram então congeladas e fotografadas.

Água destilada não tratadaAmor e admiraçãoObrigado
Você me faz mal. Eu vou matar vocêAdolph HitlerMadre Teresa

O trabalho extraordinário de Masaru Emoto é uma revelação surpreendente, e é uma ferramenta poderosa que pode mudar nossas percepções de nós mesmos e do mundo em que vivemos para sempre. Nós temos evidências profundas de que nós podemos curar positivamente e podemos transformar a nós mesmos e ao nosso planeta pelos pensamentos que nós escolhemos pensar e as maneiras como colocamos estes pensamentos em ação.

Estas fotografias mostram os incríveis reflexos da água, como viva e altamente responsiva a cada uma de nossas emoções e pensamentos. Ficou claro que a água facilmente assimila as vibrações e as energias do ambiente, seja tóxico e poluído ou naturalmente puro.


Veja por último um vídeo sobre este mesmo estudo sobre a água:

3 de julho de 2011

Filosofando sobre a vida: Nao dá para ignorar!

Precisamos rever as bases da nossa sociedade, do sistema em que vivemos. 
Uma profunda transformação deve ocorrer dentro de cada família, dentro de cada pessoa. 
Precisamos aprender a amar a nós mesmos antes de qualquer outra coisa. 

     As crianças precisam receber mais carinho, amor e atenção de seus pais e educadores. Mas como os elas terão isto se seus mestres, aqueles que servem de exemplo, não conseguem amar nem a si próprios? 

     Uma vez aprendi que o melhor ensino é o exemplo, mas cadê este exemplo? Não consigo achá-lo no mundo em que vivo. Tirando as exceções, não vejo exemplos de amor ao próximo, exemplos de pessoas honestas, exemplos de felicidade verdadeira. 


     Tudo parece estar girando em torno de aparências, de valores, do externo e não da nossa essência. Todos vivem como escravos robôs da sociedade, lutando para conseguir as maiores riquezas materiais, os mais altos status dentro da comunidade; vivendo mais para a sociedade do que para si mesmas. Não buscam o auto-conhecimento, não buscam a paz interna, nem a felicidade plena. 

     Assim como precisamos aprender a amar a nós mesmos, precisamos conhecer a nós mesmos. Pois como alguém pode amar aquilo que nem conhece, que não compreende. Não compreendemos tantas coisas em nosso corpo, coisas que nem os mais renomados cientistas sabem explicar. E todos simplesmente ignoram, dizendo não ter importância. O que são os sonhos? Tem alguma função de alerta ou seriam experiências reais enquanto dormimos? Existe vida após a morte? Eu existia antes de nascer? Como eu surgi? Tudo é realmente do jeito que enxergamos ou tudo é energia? 

     Meditar / voltar-se para dentro para entender o que está acontecendo contigo, quais as barreiras que você mesmo criou e que te impedem de prosseguir, de crescer espiritualmente. Será que você consegue ficar sozinho, de olhos fechados e em silêncio por pelo menos 30 minutos e sentir-se em paz? Será que não surgirá em sua mente pensamentos que te atormentam, traumas ou mesmo coisas fúteis e de que nada te contribuem para a sua evolução? 

     Às vezes fico me perguntando: Será que ninguém percebe que a vida na Terra é passageira? Que todos nós um dia "morreremos" e nada daqui levaremos? Tudo o que temos hoje (casa, carro, celular, roupa, dinheiro e todo e qualquer outro bem material) foi adquirido aqui, nesta vida, e aqui ficará quando partirmos.  

"Chegastes de mãos vazias e de mão vazias voltarás." 
"Tudo que tens hoje, pertencia a outra pessoa ontem, e pertencerá a outra no dia de amanhã. Erradamente desfrutastes da ideia que isso te pertence. É esta falsa felicidade a causa dos sofrimentos humanos." 

     De quê adianta ser o mais rico, ter o melhor carro ou celular? Você vai partir da Terra da mesma forma que o mais miserável dos mendigos: sem levar nada, nem mesmo seu corpo físico vai com você. Não percebe então que nem seu próprio corpo físico te pertence? Apenas sua essência, aquilo que você realmente é, vai contigo, e também todas as experiências que você teve em sua vida, todos os conhecimentos acumulados. Então te pergunto: até o momento atual, você adquiriu bons conhecimentos? Já conheceu a si mesmo? 


     Se soubesse que iria morrer agora, independente de sua idade, estaria em paz e satisfeito com sua jornada? Foi feliz e honesto consigo e com os outros? Soube aproveitar cada momento, cada minuto, ou perdeu tempo assistindo programas e vídeos que agora percebe que nada contribuíram para sua evolução? 

     Devemos compreender que a vida na Terra é passageira e que é apenas uma jornada. E a partir do momento em que compreendemos isto, devemos entender que o objetivo da nossa passagem por aqui é a busca de conhecimentos, a eliminação de todos nossos egos e traumas, o auto conhecimento, a evolução! 
Somente assim descobriremos como estar em paz e teremos a felicidade plena. 

     Para aqueles que acreditam na reencarnação e também para os que não acreditam: estamos reencarnando já tantas e tantas vezes, e se estamos aqui e agora novamente é porque ainda não conseguimos eliminar todos os nossos problemas. Poxa! Se sabemos que o objetivo da reencarnação é crescer internamente e evoluir, por que não começamos a fazer isto a partir de agora? Para que perder tempo vendo novelas que só mostram sexo, bebidas alcoólicas e violência; programas de tv e vídeos na internet fúteis? Há tanta coisa a ser aprendida e tão pouco tempo. Logicamente a diversão não deve ser deixada de lado, nunca! Mas não foi isso que eu quis dizer e acho que você entendeu meu recado, rsrs. 

     (Dentro da minha própria casa acontece uma contradição deste tipo: meus pais me ensinaram desde criança sobre a existência da vida após a morte, reencarnação e o objetivo da nossa estadia neste plano físico, nosso querido planeta azul. Então hoje em dia, que dedico grande parte do meu tempo ao meu crescimento espiritual, se me pegam meditando ou lendo sobre espiritualidade, vem todos me proibir e reclamar. Mas, pelo contrário se estou usando o mesmo tempo para assistir um vídeo na internet ou jogar um joguinho qualquer, aí não há problema algum e posso até mesmo ficar mais tempo ainda. Rsrs. O estudo pelo desconhecido gera receio, vai de encontro com paradigmas que as pessoas levam anos para formar e vários fatores tentam te impedir de continuar, mas você deve ser insistente e ter total consciência do que está fazendo, de estar no caminho certo e ciente das futuras vantagens de tal dedicação.) 

     Quanto tempo você separa por dia para se auto-conhecer? Claro que não é para ignorar o sistema em que vivemos, mas devíamos pelo menos dedicar metade de todo santo dia para nosso auto-conhecimento, práticas de meditação, e estudos espiritualistas (que é diferente de espírita), independente de sua religião. 

     Os valores estão sendo perdidos, ignorados, dizimados (ou será que já foram?). Mas eu sou otimista e acredito que com pequenas ações que se começarmos todos a fazer (sem importar se o outro também está fazendo o mesmo e sem se importar do que acharão ou não de você) podemos mudar nossos rumos, sempre para melhor. 

NAMASTE!

1 de julho de 2011

Cultura Indiana - KRISHNA

Conhecido como o deus do amor e da devoção.

O príncipe KRISHNA, que nasceu em MATHURA, e mais tarde tornou-se rei na cidade de DWARAKA, foi uma personalidade de muito influência no MAHABHARATA (o mais antigo texto sagrado da Índia), onde teve importância vital nos acontecimentos épicos que modificaram toda a história do Oriente.

Ele sempre é visto tocando uma flauta, com a qual encanta todas as criaturas vivas. Alguns de seus nomes são GOVINDA, SYAMASUNDAR ou GOPALA - o protetor das vacas. Eles passaram toda a infância numa aldeia ao norte da Índia chamada BRINDAVAN, às margens do rio YAMUNA, aproximadamente cinco mil anos atrás. Essa aldeia ainda existe e muitas ruínas de templos e antigos palácios podem ser encontrados no local.

De acordo com as lendas, a beleza de KRISHNA é insuperável, encantando até mesmo inúmeros cupidos. Ele ficou conhecido por sua força invencível, sua enorme riqueza e por suas dezesseis mil cento e oito rainhas.

Os ensinamentos de KRISHNA foram perpetuados no livro "BHAGAVAD GITA", que é considerado por todos os mestres como a essência do conhecimento Védico. Este livro retrata uma conversação entre KRISHNA e seu mais poderoso discípulo; o herói ARJUNA, o arqueiro supremo, na famosa batalha de KURUKSHETRA. RADHARANI e KRISHNA representam qualquer tipo de amor.

Deuses Indianos - SHIVA

Conhecido como MAHADEVA, o supremo dos deuses, um dos três principais deuses do panteão hindu, SHIVA, é o deus da renovação. As vezes ele é visto como NATARAJA – o deus das artes e das danças, o dançarino cósmico, bem como o senhor das artes marciais e o protetor dos animais.

Numa de suas mãos ele carrega um pequeno tambor que anuncia a criação e noutra, o fogo da renovação. Sua mão estendida representa sua força superior, e o pé levantado simboliza a liberação. Ele dança sobre um demônio que representa a escuridão e o mal, estando assim, acima da ignorância e de todo mal, e em seu braço direito há uma serpente demonstrando que SHIVA domina todas as riquezas naturais.

As lendas dizem que o rio Ganges nasce de sua cabeça.


SHIVA é o controlador de toda a ira e é conhecido por sua imensa benevolência e misericórdia, concedendo-a a todos mui facilmente. As vezes ele é encontrado num estado de meditação, demonstrando que é o deus da Yoga. SHIVA é o senhor de DURGA – a deusa da natureza material – e é transcedental a qualquer desejo ou ilusão material. Ele é o pai de Ganesha – o deus da boa sorte e prosperidade.

De acordo com as escrituras Védicas, SHIVA é o símbolo máximo da potência masculina. Em seu planeta, a montanha KAILASA, existem apenas entes femininos, e quem quer que pise na terra dele, imediatamente se transforma em mulher.


SHIVA, possui um terceiro olho que sempre permanece fechado, pois no momento em que abri-lo, toda a criação será incinerada pelo calor abrasivo do fogo da renovação. Dizem os orientais que SHIVA protege a casa dos seus seguidores de todos os tipos de males.

Deuses Indianos - VISHNU


VISHNU é o deus principal da trindade hindú, representa SATTVAGUNA, o modo da bondade, e é responsável pela Sustentação, Proteção, e Manutenção do Universo, VISHNU é a fonte original de todos os Avatares e deuses. Ele está Presente em cada átomo da criação, bem como no coração de todos os seres. Todos os univeros materiais saem de seus poros em seu aspecto de KARANODAKASHAY, a causa de todas as causas.

VISHNU é o BHAGAVAN original, ou seja, a fonte das seis opulências: Riqueza, Poder, Beleza, Fama, Conhecimento e Abnegação. Como é descrito no BHAGAVATA PURANA, VISHNU possui um rosto belíssimo e de expressão sempre agradável. Seus membros são perfeitos, livre de defeitos, seus olhos e lábios são rosados como o sol nascente. Os verdadeiros yogues meditam nessa forma transcedental situada no coração, sob a luz das unhas de seus pés de lótus, semelhantes a jóias. Em seus quatro braços ele porta uma DUDARSHANA CHAKRA (disco), GADA (maça), PADMA, (lótus) e SHANKA (búzio). Garuda, o gigante homem pássaro, é seu carregador.

VISHNU concede os frutos das ações aos seres vivos, ou seja, o resultado do KARMA bom ou mal, e é o controlador de todos os movimentos dos seres no universo. VISHNU é o outorgador de todas as bençãos. Ele é conhecido por sua bondade e por sempre atender aos pedidos de seus devotos. Seu planeta é espiritual, conhecido por SWETADWIPA ( Estrela Polar). É dito que no mundo espiritual (VAIKUNTHA), VISHNU é adorado com muito afeto e dedicação por centenas de milhões de LAKSHMIS, deusas da fortuna.

Deuses Indianos - GANESHA

http://3.bp.blogspot.com/_G5Q5MXhI3ZY/Ru9s42zKOFI/AAAAAAAAC8M/51_994M7-2U/s400/ATgAAACn9gcHKgJtlpCDML2nCJT6V7fFLYHNEf60GMnuwLZjf9Xskqnlh0Vj2cEyK_SH4RiXtKkh3_GzuQ4dWlVgm4oqAJtU9VAmKHyX9LbrP08c5cxDXH3Z1_X00A.jpegDe acordo com a mitologia hindu, é o deus – elefante, filho primogênito de SHIVA: o supremo dos deuses e da mãe Parvati; a deusa da natureza.

Conhecido como deus dos comerciantes, da prosperidade, da prudência, da política e da sagacidade.

Em seu nascimento, ele recebeu a benção de seu pai de que todos os cerimoniais, todas as escrituras, todos os relacionamentos de importância mundial, deveriam sempre começar com uma invocação a GANESHA para que tivessem maior eficácia.


http://caminhodomeio.files.wordpress.com/2008/12/shri-ganesha-sri-ganapati-om-gam-ganapataye-namaha.jpgDe acordo com as lendas, GANESHA foi o escriba dos textos védicos, usando o seu próprio marfim como pena.

Em seus diversos braços ele carrega um machado, que corta todo mal; as bolinhas que ele tem em mãos chama-se Landhu, seu doce predileto, feito de farinha e grão de bico.

O ratinho é o secretário mais próximo de GANESHA, sendo que todos os pedidos devem ser primeiramente dirigidos a ele, que por sua vez leva ao mestre. Dizem que uma pessoa que reza para GANESHA, nunca encontra obstáculos na vida que não possa superar.

Simbologia:

http://2.bp.blogspot.com/_nIKjMEB8DsU/SXp2DsXv39I/AAAAAAAABl8/ck1pBzRG0jw/s400/ask-ganesha.jpgGanesha tem uma enorme cabeça de elefante, imensa para um corpo de menino indicando sua capacidade intelectual e a firme dedicação ao estudo das escrituras.

Ganesha é o Sábio. Ganesha tem na fronte o Vibhuti e um pequeno tridente indicando que é filho de Shiva - o Senhor da disciplina e da aniquilação da ignorância, indica também, que o sábio tem sempre em mente o Ser Supremo.

As enormes orelhas e a cabeça de elefante representam os dois primeiros passos para a auto realização - "Sravanam", escutar o ensinamento e "Mananam", refletir sobre ele. A tromba representa "Viveka", a capacidade de discriminação entre Nitya, o eterno e ilimitado, e Anitya, o não eterno.

O intelecto do homem comum está sempre preso entre os pares de opostos (as presas), o Sábio não é mais afetado por esses pares de opostos (frio-calor, prazer-dor, alegria-tristeza,etc) tendo atingido um estado de equanimidade , representado por uma das presas quebrada.

O Sábio nunca esquece sua verdadeira natureza (memória de elefante).

A barriga enorme representa sua capacidade de engolir, digerir e assimilar todos os obstáculos, assim como o ensinamento escutado.

O ratinho que fica aos seus pés simboliza o Ego e seus desejos com sua voracidade e cobiça, freqüentemente roubando mais do que pode comer e estocando mais do que pode lembrar.

O Sábio tem o desejo sob total controle, por isso o ratinho olha para cima e aguarda sua permissão para comer os objetos dos sentidos.

Ganesha possui quatro braços que são utilizados na ação de destruir os obstáculos: A mão superior direita carrega uma machadinha - Ishvara na forma de Ganesha (senhor dos obstáculos) decepa os apegos aos objetos como fonte de felicidade e a falsa identificação com o corpo , elimina os obstáculos para que possamos ter uma mente tranqüila e possibilitar o conhecimento.

A mão superior esquerda leva um laço e ou um lotus - Com o laço ele prende a atenção na verdade, na realidade suprema, ou seja no Eu absoluto. O Lotus é a natureza pura, absoluta e imaculada.

A mão inferior direita abençoa com Abhãya Mudra - Este mudra abençoa com prosperidade e destemor. Freqüentemente encontramos um Japa-mala, mostrando que esta prosperidade está na forma de Japa (repetição de um mantra) a mais eficaz técnica de preparação da mente.

A mão inferior esquerda oferece Modaka - Modaka é um doce de leite e arroz tostado que representa a satisfação, a plenitude que se alcança com um caminho de disciplina e auto-conhecimento.

Deuses Indianos - HANUMAN

De acordo com os textos Védicos ele foi um personagem de muita influência no épico milenar Ramayana, onde lutou com os exércitos de demônios que assolavam a ilha de Sri Lanka, hoje conhecida como Ceilão.

Hanuman – o rei dos macacos – resgatou a princesa Sita das garras do poderoso rei-demônio Ravana, que queria conquistar todo o céu.

Hanuman ficou conhecido por sua inigualável força, sua coragem, sem limites, sem lealdade e eterna devoção ao rei Ramachandra – a reencarnação de Vishnu (o sustentador do universo) que atuou como um rei perfeito.

Às vezes ele pode ser visto abrindo o próprio peito para mostrar que Sita e Rama realmente residem em seu coração. Ele pode ser visto também carregando uma enorme montanha na qual existiam as ervas necessárias para salvar Lakshmana, o irmão do rei Rama, que tinha sido ferido em combate.

As lendas dizem que Hanuman possuía vários poderes místicos tais como tornar-se gigantesco ou minúsculo e voar como o vento. Ele é o filho de Vayu – o deus do vento, o ar da respiração e um dos deuses principais dos planetas superiores.

Hanuman é o deus da casta dos Kshatryas (guerreiros e admiradores). Representa muita força e coragem nas batalhas da vida.


Deuses Indianos - SURYA

Conhecido também como TEJUS, SAVITA, E VIVASVAN, o Deus Sol é tido como o olho de Deus, o rei de todos os sistemas planetários.

Ele simboliza a vida e vivifica todos os seres com calor e luz ilimitados, controla o dia e a noite, e o cálculo do tempo eterno é feito a partir de seus movimentos.

No oriente os YOGUES praticam o SURYA NAMASKAR – o cumprimento ao deus do sol – logo ao nascer dos primeiros raios solares. O JYOTIR VEDA – um antigo tratado sobre astronomia – informa que o deus do Sol está numa colossal carruagem puxada por sete magníficos cavalos que circundam a montanha SUMERU, onde moram os principais deuses, e que seis meses por ano ele passa no lado norte dessa montanha, seis meses do lado sul, fazendo assim as estações de inverno e verão.

Uma lenda conta que no início da criação existiu um rei cujos poderes se equiparavam aos do deus do Sol, e que esse rei, não satisfeito com as mudanças climáticas das estações, decidiu iluminar o lado da montanha onde o deus do sol não estava. Após essa fenomenal tarefa, o rei saiu de trás do Sol, e dos sulcos formados pelas rodas de sua carruagem formaram-se os diferentes sistemas planetários. No oriente dizem que todas as pessoas que amam a vida devem adorar o Sol.

Deuses Indianos - LAKASHIMI

Ela é a deusa da fortuna, fonte de toda a fartura, beleza e saúde neste universo. Ela é a esposa de Vishnu – o sustentador do Universo. LAKSHIMI é o principal símbolo da potência feminina, e pode ser reconhecida por sua eterna juventude e formosura.

Ela sempre pode ser vista sentada sobre uma flor de lótus ou portando em mãos flores de lótus, e um cântaro que jorra moedas de ouro.

As lendas dizem que ela surgiu de uma colossal tarefa cósmica entre os principais líderes do bem e do mal, e quando ela apareceu, todas as grandes personalidades presentes perderam a compostura, devido a sua enorme refulgência atrativa e ofereceram tudo que tinham de melhor para tentar conquistá-la. No entanto, LAKSHIMI examinou minuciosamente cada um deles e não pode encontrar nenhum naturalmente dotado com todas as boas qualidades. Assim, como ninguém era internamente desprovido de imperfeições, ela preferiu Vishnu como seu esposo, que está além da matéria, e portanto livre de defeitos.

Geralmente , atribui-se a LAKSHIMI o símbolo da Suástica, que representa vitória e sucesso. Representa a riqueza, beleza ou fartura.

Deuses Indianos - SARASWATI

Ela é a esposa de BRAHMA, o deus da criação universal e a mãe dos principais sábios, ascetas e vários deuses do universo. Ela é conhecida por sua refulgente beleza e seu corpo é branco como o leite. As vezes, ela pode ser vista montada em um cisne, tocando um instrumento de cordas conhecido como Veena, portando uma RUDRAKSHA de diamantes e segurando os livros Védicos. SARASWATI sempre está sobre uma flor de lótus, que indica sua transcendência. Ela é conhecida também por outros nomes como VANI, BHARATI, GIRA, BRAHMANI, SHARADA, e VIDHATRI. Na Índia existe um rio sagrado com o nome de SARASWATI, por isso ela é conhecida como a deusa dos rios. Os sábios orientais, antes de começar qualquer leitura, sempre invocam o nome de SARASWATI para que ela conceda a perspicácia e o discernimento necessários para o aprendizado, pois dizem que a chave para os planos superiores é o conhecimento. Diz a lenda que as pessoas que buscam sabedoria devem orar para SARASWATI.


Deuses Indianos - KALI

KALI é a personificação da impiedosa fúria feminina e sempre deixa um rastro de destruição por onde passa. Ela é chamada de KALI pois tem o corpo negro, seu rosto é vermelho e carrega uma espada invencível. Seu cabelo é longo e totalmente desalinhado e pode ser vista nua, indicando sua liberdade e independência. Ela tem olhos sedentos de sangue, uma boca com dentes grandes e afiados, mostrando sua enorme língua. Ela tem um colar com 50 cabeças humanas decepadas, representando as letras do alfabeto Sânscrito, seus brincos são corpos de anjos, indicando que Ela está acima da luxúria. Ela tem cobras enroladas em seus vários braços e no pescoço que são usadas como armas para matar suas vítimas. As vezes KALI é vista dançando em cima de SHIVA como uma furiosa guerreira num campo de batalha matando seus adversários e tomando-lhes o sangue. Dessa forma, demostra a todos que até mesmo SHIVA é sobrepujado por sua fúria. Seus braços estão fazendo diferentes MUDRAS - posições que dizem para não ter medo pois ela é a mais querida e doce Mãe. Como Deusa da Morte, ela controla o poder do Tempo que tudo devora. Logo após as batalhas Ela começa sua eufórica dança da vitória. Com esta dança todos os mundos tremem sob o tremendo impacto de seus passos. Existe uma famosa história sobre um rei santo que foi sequestrado por um bando de ladrões para ser oferecido num sacrifício de sangue num templo de KALI. No entanto, KALI surgiu furiosa de dentro de uma de suas estátuas com sua hoste de fantasmas e demônios e pôde perceber as enormes virtudes desse rei santo. KALI então matou o líder dos ladrões e seu bando, provando que aqueles que têm boas qualidades são protegidos por Ela. As escrituras Védicas contam que quando os guerreiros vão para a luta costumam invocar o nome de KALI para o sucesso contra os inimigos nas batalhas.

ShareThis